Frontal

Portugal (?), séc. XVII-XVIII

Seda branca lavrada; bordado a matiz com fio laminado dourado e galão e granja de fio laminado dourado.

Proveniência: extinto Mosteiro das Chagas de Lamego

Inv. 256

O frontal faz parte de um conjunto formado por casula, duas dalmáticas, duas estolas e três manípulos, possivelmente encomendado especificamente para o Mosteiro das Chagas de Lamego, considerando o motivo central do frontal que Joaquim de Vasconcelos identifica como as cinco chagas de são Francisco. Deve, por esse motivo, ter ocupado lugar de destaque entre os paramentos daquela casa religiosa e, certamente, inspirado a pintura do frontal de altar das capelas de São João Batista e de São João Evangelista montadas no Museu de Lamego.

A peça é de gorgorão branco de seda bordada com fio de seda a ponto cheio, lançado, pé de flor e matiz e fio de ouro e prata. Possui um galão tecido a debruar toda a peça e a definir cinco painéis decorados com flor com centro em forma de disco e aconcheados, motivos fitomórficos serpenteantes, flores abertas e botões e, no painel central, brasão com chamas no interior.

Os motivos e algumas particularidades técnicas revelam a influência orientalizante dos bordadores.