Política de Incorporação

O Museu de Lamego dispõe de uma Política de Incorporação definida e que se traduz num conjunto de procedimentos de organização e gestão que têm por objetivo dar continuidade ao enriquecimento das suas coleções, indo assim ao encontro com o estabelecido no Artigo 12.º, Secção III — Incorporação, da Lei n.º 47/2004 de 19 de agosto, que define e aprova a Lei-Quadro dos Museus Portugueses, onde os museus devem “formular e aprovar, ou propor para aprovação da entidade de que dependem, uma política de incorporação, definida de acordo com a sua vocação e consubstanciada num programa de atuação que permita imprimir coerência e dar continuidade ao enriquecimento do respetivo acervo de bens culturais”. Respeitando o referido normativo, o presente documento define a Política de Incorporação do Museu de Lamego, enquadrando-se no espírito das disposições gerais reunidas no Capítulo I do Regulamento Interno do Museu, sendo a sua existência estipulada no Artigo 8.º, do Capítulo III — Gestão de Acervo, do mesmo regulamento, aprovado pela Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN). 

O presente documento possibilita a uniformização de metodologias, imprimindo coerência e continuidade, destinadas a promover as boas práticas na gestão das coleções do Museu de Lamego, garantindo procedimentos standard de documentação das incorporações.

DOCUMENTOS:

– IncorporacaoBensCulturaisMoveis_Formulario

– IncorporacaoBensCulturaisMoveis_GuiaDevolucaoTransporte

– IncorporacaoBensCulturaisMoveis_GuiaEntregaTransporte

– IncorporacaoBensCulturaisMoveis_MinutaCartaIntencao