Prato com “Agnus Dei”

Fabrico português (Coimbra?) séc. XVII-XVIII

Fábrica de José Manuel Abreu (?)

Barro vidrado e policromado

Proveniência: Doação dede Fausto Guedes Teixeira

Inv. 669

Prato produzido numa faiança robusta, rodado, de forma circular. Covo acentuado com aba larga côncava, decorada no covo. Numa cartela delimitada inferior e superiormente por registo vegetalista, inscreve-se um medalhão oval cuja reserva central exibe um “Agnus Dei” delimitado por duplo filete e em torno do qual aparece a inscrição: “A* BRE *V”. Aba lisa. Pintura a azul, amarelo e castanho sobre branco.

Poderá ter sido produzido em Coimbra, onde se desenvolveu um género de fabrico caraterizado pela robustez e fáceis arcaizante que, segundo Arthur Sandão, não apresenta nenhum outro centro português. A inscrição “Abreu” que aparece no covo, corresponde justamente ao apelido de Manuel José, que foi proprietário de uma fábrica de louça branca nessa cidade.